Encontra no Gerês, descanso, contemplação, termas, SPA, banhos nas piscinas naturais, passeios e caminhadas, tudo com respeito pela natureza. Scroll

O que Fazer?

Gerês é uma região fabulosa para visitar ou passar umas férias na natureza e tradições. Se possível, tente reservar alguns dias, em diferentes épocas do ano, para ter possibilidade de desfrutar de passeios a pé, banhos em riachos de águas puras, paisagens deslumbrantes, visitas às aldeias típicas e convivência com os pastores, o gado barrosão e os prados e lameiros sempre verdes.  Para o tratamento termal é recomendado o período de cerca de duas semanas.

Um fim-de-semana no Gerês, nas profundezas da natureza

Se é a primeira vez que visita o Gerês e tem pouco tempo, aproveite para visitar os pontos mais importantes de carro, como o miradouro da Pedra-Bela e de lá terá a possibilidade de ver todo o vale do Gerês, a barragem de caniçada e se o tempo o permitir, poderá ver Braga. Observe a vegetação, os penedos, as cascas douradas do pinheiro-silvestre, saboreie a água fresca das fontes.

Retome o passeio de carro e siga na direção da Cascata do Arado.  Atravesse a ponte, estacione o carro e suba a escadaria. Verá uma das mais belas cascatas e poço de água. Se for verão, poderá tomar um banho. Continue a subir, se ainda dor dia, e encontrará outras belas lagoas. Pode observar alguns sobreiros, que ainda mantêm a cortiça virgem. Regresse ao Gerês, pela Ermida, onde poderá lanchar e observar os campos da agricultura tradicional.

De regresso ao Gerês, poderá tomar uma bebida no Torga ou na esplanada do Hotel Gerês Carvalho Araújo, ou então poderá experimentar uma atividade relaxante no SPA ou no Clube Saúde. Para jantar, poderá optar pelo Hotel, mediante marcação prévia ou por um dos restaurantes do Gerês.

Depois de uma noite reconfortante, e do pequeno almoço, nada melhor do que uma caminhada para sentir o Gerês. Sugerimos o trilho da Preguiça, junto ao Rio Gerês. É um trilho lindíssimo, onde poderá observar vegetação autóctone e onde a água está sempre presente.

Depois, pode seguir de carro, para a Portela do Homem, atravessar a Mata de Albergaria, sem parar, mas apreciando a sua beleza e frescura. Na Portela do Homem, espreite a visita Espanha, e observe o contraste na paisagem. Regresse no sentido do Gerês, mas vire na direção de Campo do Gerês. Esteja com atenção, irá ver junto à estrada de terra batida, do lado esquerdo, alguns marcos miliários, sinal da Geira Romana.

Siga junto ao Rio Homem, passará pela albufeira de Vilarinho das Furnas e chegará a Campo do Gerês. Aí poderá visitar o museu etnográfico de Vilarinho das Furnas,  ver o Cruzeiro e seguindo para Covide pode visitar o Museu da Geira. Entretanto almoçou, e já deve ser tarde, o fim-de-semana passou a correr, é preciso regressar. Pode seguir na direção de S. Bento da Porta Aberta, se gostar poderá visitar o santuário.

Este é apenas um exemplo de muitos passeios e de como passar um fim-de-semana no Gerês.

Recomendamos que venha acompanhado de máquina fotográfica, e de roupa e calçado confortáveis. Verá que a máquina fotográfica é a melhor forma de registar todos os momentos inesquecíveis que desfrutou, bem como os elementos da paisagem.

Contacte-nos para o ajudarmos a programar previamente o seu fim de semana no Gerês.

Turismo de Natureza

Observação da flora, fauna e geologia, rios e ribeiros,  através da prática de pedestrianismo e dos trilhos marcados. Os passeios pedestres podem ser em autonomia, em trilhos marcados, ou se preferir com empresas licenciadas para o efeito.

Turismo Ativo

Passeios a cavalo, canyoning, canoagem, BTT, arborismo, passeios aquáticos, entre outros.

> Turismo religioso

São Bento da Porta Aberta. Fora do Geres, mas nas imediações: Mosteiro da Abadia, Bouro, e Braga. A não perder a semana santa em Braga.  O Santuário de Nª. S.ª da Peneda com a sua escadaria a fazer lembrar o Bom Jesus de Braga, é uma das atrações da serra da Peneda

> Aldeias  Rurais

Nalgumas das aldeias rurais, como Tourém, Pincães, Ermida, Fafião, Pitões das Júnias, Covide, Brufe, podem ser observados os trabalhos de agricultura tradicional, os moinhos, a preparação do pão, o ciclo do linho e artesanato.

> Património cultural e etnográfico

Exemplos do património cultural e etnográfico são o Fojo do Lobo, Geira Romana, Ponte do Diábo, Mosteiro Sta Maria das Júnias, Castelo de Bouro, Calcedónia, Cruzeiro de S.João do Campo, Museu de Vilarinho das Furnas e Museu da Geira.

Vezeira, atividade secular que tem lugar entre Maio e Setembro. Em geral o gado sobe á serra  a 15 de Maio e é constituída por gado de diferentes famílias acompanhada por um representante, à vez,  em função do número de cabeças de gado de cada família.

> Circuito das Albufeiras

Os espelhos de água e as impressionantes obras das barragens de Paradela, Salas, Alto Cávado, Alto Rabagão, Venda Nova, Salamonde, Caniçada, Vilarinho das Furnas, fazem também parte da riqueza da região a visitar.

> Turismo náutico

Para quem gosta de desportos náuticos, como canoagem, passeios de barco, a Marina de Rio Caldo, na barragem de Caniçada, oferece várias possibilidades.

… e muito mais!

GuestCentric - Hotel website & booking technology